05/02/2016

Sext'Ana #1 - Depressão/Ansiedade/Pânico

Oláááá! 
É, alguém aqui anda meio sumida do blog, aliás este é o primeiro post do ano! Yeyyyyy!
Então começo por vos desejar um ótimo ano, acompanhados daqueles que mais amam e tenham muito sucesso pela vida fora, sim? sim!



Decidi começar um quadro novo aqui no blog!
Chamado: Sext'Ana.
Basicamente, todas as sextas vai ser dia de Post, mas um post pessoal, em que eu falo do que me vai no coração!



Bora lá então, vamos começar??

Hoje venho falar-vos de um assunto, meio tabu em Portugal, e porquê?
Porque as pessoas têm medo do desconhecido!
O assunto desta semana vai ser "Depressão/Transtorno de Ansiedade/Pânico".
Sinto-me na condição de falar sobre tal, porque alguém muito próximo de mim, passa por isto.


E eu noto tanto desprezo por parte das pessoas, tanto desconhecimento e pior não é não conhecer, mas não querer conhecer e criticar quem tem um desses problemas.

Vou falar-vos um pouco sobre cada um deles.

Depressão: A depressão é uma perturbação do humor caracterizada por um conjunto de sintomas, que incluem tristeza e/ou diminuição do interesse pela realização de tarefas,
perda de apetite, alterações do sono, fadiga e perda de energia, sentimentos de desvalorização ou culpa excessiva, visão negativa e pessimista da vida, alterações da memória e concentração, dificuldade em tomar decisões e ideias suicidas.


Ansiedade: ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. No entanto, quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação. Esse, na verdade, é o principal sintoma do Transtorno da ansiedade generalizada (TAG), um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”

Ataques de Pânico: 
Um estado de Pânico é um fenómeno físico resultante do processo de Ansiedade. Falamos em Pânico quando se sente um nível extremo de Ansiedade. 
A Ansiedade é um fenómeno físico de reação à emoção Medo, provocado pela libertação de várias hormonas no sangue pelas glândulas supra-renais, nomeadamente adrenalina.



Essas são definições que encontrei, capazes de caracterizar estes três transtornos, que como devem ter reparado, um vem atrás do outro. 

E agora vocês dizem:"Ah já percebi, é quando eu tenho medo ou estou mais triste"

gente, não é bem assim, uma pessoa deprimida, não é uma pessoa depressiva e uma pessoa ansiosa, não tem que sofrer propriamente de TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada) ou ataques de pânico. Até porque todos nós ficamos ansiosos, seja com algum trabalho da escola ou teste, com uma entrevista de emprego, a ansiedade está presente em nós, é um estímulo normal do ser humano, a diferença é que existem pessoas que controlam a sua ansiedade e outras que vivem em função dela! 

É errado? É! Mas é extremamente difícil mudar isso.



Já agora, vamos conferir algumas frases que não devem ser ditas a alguém com TAG/Depressão/Pânico:



1- Se estás triste, pensa em coisas boas que melhoras.

2- Precisas sair de casa, vai dar uma volta!
3- Há pessoas que estão pior que tu!
4- São tudo coisas da tua cabeça. Toda a gente se sente triste de vez em quando. 
5- Não penses assim!
6- Acalma-te!

Conseguem compreender o porquê de cada uma delas?  
Uma pessoa deprimida, tem tendência a pensar coisas más, mesmo sabendo que não deve e que não facilita em nada mas é quase impossível não pensar e por vezes torna-se num momento mau para a pessoa porque se revolta por saber o que tem que fazer mas não consegue! 
Vai tudo muito mais além do que se imagina. 

Se conhecem alguém que sofre destes transtornos, dou-vos um conselho:
- Aproximem-se da pessoa, porque a tendência é a pessoa afastar-se de ti, faz ver que estás com ela sempre, não aconselhes, encaminha! Faz-lhe rir, façam coisas que ela gosta, mas muito importante, tem paciência! 
Se te encaixas num destes transtornos, ou se sabes que tens mesmo, procura uma psicóloga, faz terapia, ou, o meu e-mail encontra-se por aqui, manda-me uma mensagem que eu estou disponível para falar! 
Sejamos uns para os outros! 

Cada pessoa tem uma maneira diferente de lidar com isto, eu não sou médica, nem nada parecido, apenas estou bem dentro do assunto.

2 comentários:

  1. Gostei imenso de ler este post e do tema.
    Obrigada por partilhares.
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.com

    ResponderEliminar

Obrigado pelo teu comentário!
Em breve retribuirei no respetivo blog!